Buscar

Umas férias e tanto!

Atualizado: 31 de Dez de 2020


Todos ansiamos pelas férias e apesar de este ano nos deparamos com uma série de restrições, a palavra férias não deixa de significar interrupção dos deveres para descanso, e tudo o que de bom lhe está associado.


Contudo, com as férias vêm frequentemente as quebras na rotina e alguns excessos que podem ser um desafio aos bons hábitos alimentares e de estilo de vida que procuramos estabelecer ao longo do ano.


Na época natalícia, os doces e iguarias, os longos jantares, os deitares tardios e o divertimento infinito com as prendas correspondem a transgressões repetidas de regras que nos regem todo o ano, aos vários níveis.


No entanto, o ser humano é um animal de hábitos. Não só a nossa mente se sente mais confortável sabendo o que vai acontecer a seguir, como também o organismo funciona por ciclos que se desregulados têm impacto no bem-estar físico e mental do indivíduo.


Durante as férias muita coisa pode acontecer: alterações de horários, sestas e sonos reduzidos, excessos alimentares, infração às regras dos ecrãs, sedentarismo e muita, muita excitação.


Transgressões que se traduzem em manifestações ocultas como alterações no perfil tensional, lipídico, glicémico e imunidade ou outras, mais evidentes, como uns quilinhos ganhos, birras desmedidas, alterações do trânsito intestinal, insónia, ansiedade, dificuldade de ajuste às exigências, declínio do desempenho escolar, conflitos familiares e outras...


De facto, se uma quebra na rotina pode parecer inofensiva e até mesmo necessária à nossa felicidade, a verdade é que para todos e, em particular para as crianças, pode também significar stress e perda de um equilíbrio que pode demorar muito tempo a restabelecer. As rotinas são mesmo a base onde assenta o equilíbrio familiar. Em boa verdade, quem nunca viveu uma "bela" birra em férias?!


Para as crianças e jovens, as rotinas ajudam na gestão das suas expectativas e dos seus ritmos biológicos, na consolidação de bons hábitos, para além de contribuírem, para o ajuste das suas ações às expectativas da família e para que se sintam seguros, compreendidos e capazes de aprender.


Assim, para que a fuga à rotina signifique acréscimo de bem-estar deve ser dimensionada tendo em conta as necessidades e ritmos de cada um (ou seja, respeitar as rotinas essenciais). Deve também, ter em consideração que exceções repetidas podem ser assumidas como a nova realidade, pelo que o regime excecional deve ser clarificado. Para que, efetivamente as férias sejam um revitalizador e não um momento de stress familiar é essencial:

- definir de forma clara quais as excepções abrangidas por este regime de exceção de que as férias estão envoltas (p.ex. não é porque estamos de férias que podemos comer todo o chocolate que nos apetece ou passar o dia a jogar consola, já que não é saudável),

- avaliar a capacidade de adaptação que cada elemento da família tem às mudanças e fazer os planos tendo isso em conta, e

- preservar os pilares da vida saudável essenciais (alimentação, sono, exercício físico e bem-estar emocional) a cada elemento da família. Falamos do tradicional “mente sã em corpo são” essencial a tornar as experiências de vida proveitosas.


Seguem-se algumas sugestões para ajudar toda a família a aproveitar a temporada festiva de forma saudável:


1. Alimentação: Mantenham padrões de alimentação saudáveis. Manter a programação habitual de alimentação (horários, número de refeições e quantidades) ajuda a manter a fome sob controle e permite que possam desfrutar dos vossos pratos favoritos nas festas, sem comer demais.

As férias podem também servir para consolidar os bons hábitos nomeadamente envolvendo a criança ou jovem no processo de escolha e confeção dos alimentos e na gestão das quantidades ingeridas. Peçam ajuda a toda a família na elaboração da ementa, onde são feitas escolhas mais saudáveis e procurados novos equilíbrios e alternativas. Reforcem a ideia de exceção para alguns consumos e tinham atenção às quantidades. E não esqueçam os vegetais e as frutas.


2. Sono: Mantenham as rotinas de sono. O sono é essencial para que todos estejam de bom humor e tirem o maior proveito do tempo em família. O sono está também relacionado com o equilíbrio do corpo, com claro impacto no apetite e nas escolhas alimentares.

Reorganizem os planos de forma a preservar as necessidades de sono da criança. É importante manter a quantidade necessária de descanso mas também os horários. Ao evitar grandes desvios horários vão facilitar o retorno à escola e a que a criança tolere melhor a exceção nos dias festivos. E se a criança não aguentar os horários tardios, o melhor é que tenha um espacinho confortável para dormir longe da confusão e em segurança.


3. Atividade física: O nosso corpo precisa de movimento e de exercício diário e as férias não são exceção. Praticar exercício físico ajuda também a compensar alguns excessos, a aliviar o stress e a introduzir esta prática no resto do ano.


4. Ecrãs: Estabeleçam e mantenham claras as regras relativamente à exposição a ecrãs. O mais fácil é definir um horário de organização diária que envolva várias atividades, para além, dos ecrãs. Para manter a criança afastada dos ecrãs é importante proporcionar-lhe alternativas aliciantes e divertidas.

5. Cérebro ativo: Mantenham o cérebro desafiado. O cérebro precisa de ser exercitado e isso pode ser feito através de tarefas diferentes das habituais, da estimulação da curiosidade e das conversas em família... Explorem jogos de tabuleiro e estratégia, leiam livros e discutam assuntos, partilhem memórias e experiências...


6. Coração forte: Reservem tempo para os afetos, não fosse o Natal a época da família! Numa época em que o distanciamento físico é uma necessidade, é também essencial desenvolver alternativas seguras de proximidade social. Porque o mais importante é mesmo o convívio e as relações pessoais. O ser humano é um ser social!

Assim, explorem novas atividades em conjunto e procurem respeitar as necessidades de cada um. Os bons momentos com as pessoas de quem mais gostamos são mais doces que qualquer guloseima... mesmo que a metros de distância!


Em resumo, as férias significam um descanso merecido! Mas para o que o descanso seja verdadeiramente reparador é importante dar espaço as exceções com a dimensão excecional que elas merecem. Manter as férias bem condimentadas de escolhas de vida saudável é uma boa maneira de tirar o maior proveito das mesmas, ajudar à diversão e garantir que a saúde de toda a família permanece em boa forma todo o ano. Assim, ao que parece, algumas rotinas não devem mesmo ser quebradas!


De facto, podemos dar descanso a quase tudo menos à nossa saúde. Toda a família agradece.

221 visualizações0 comentário

Localização e contactos

Acesso à plataforma do Livro de Reclamações

i010899.png

Subscrever Newsletter 

© 2020 Projetos de Gente, Lda  |  Política de Privacidade e de Cookies  |  Termos e Condições

Siga-nos nas redes socias

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco