Buscar

Vacinar salva Vidas!

Atualizado: Abr 24

20-26 de abril / Semana Europeia da Vacinação


Vais levar uma pica”… Frase repetida vezes sem conta nos lares portugueses, nem sempre pelos bons motivos e dita tantas vezes que nos esquecemos o privilégio que tem subjacente.


É verdade, a vacinação constitui o maior avanço da medicina moderna. Cada vez temos mais e melhores vacinas à disposição que até nos surpreendemos quando surge uma doença para a qual falte esta arma.


As vacinas mudaram por completo o panorama das doenças infeciosas e da sua mortalidade nos países desenvolvidos. Apesar disso, em muitos países em desenvolvimento, continua a ser um privilégio acessível só a alguns, situação que a Organização Mundial de Saúde (OMS) se esforça por reverter.



As vacinas permitem todos os dias salvar mais vidas e prevenir mais casos de doença do que qualquer tratamento médico.


Por tudo isto, esta semana (entre os dias 20 e 26 de abril), assinala-se a Semana Europeia da Vacinação, uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde – Região Europeia.


Numa altura em que sentimos a nossa saúde ameaçada, todos reconhecemos a importância que as vacinas têm na vida tal como a conhecemos.


Com esta iniciativa a OMS pretende alertar para a importância da vacinação na prevenção de doenças e na proteção da vida e a Direcção-Geral da Saúde (DGS) reforça a necessidade de mantermos a vacinação, evitando o reaparecimento de doenças já controladas.


Em Portugal, a vacinação permitiu eliminar doenças como a difteria, poliomielite, sarampo e rubéola, bem como controlar muitas outras doenças. Doenças letais ou com sequelas incapacitantes de que a maior parte de nós apenas tem uma vaga memória.


A adesão à vacinação é mesmo um motivo de orgulho no nosso país, com taxas de vacinação e cobertura vacinal invejáveis quer para as vacinas do Programa Nacional de Vacinação quer para as vacinas extraplano recomendadas pela Sociedade Portuguesa de Pediatria. Esse facto só é possível graças à colaboração de todos.


O acesso à vacinação recomendada no Programa Nacional de Vacinação, é um direito de todas as crianças, jovens e adultos e deve ser mantido mesmo em contexto pandémico.


A DGS recomenda a manutenção das consultas do Programa Nacional de Saúde Infantil relativas ao primeiro ano de vida, 18 meses e 5 anos assegurando que a vacinação seja feita de forma oportunista nesse mesmo momento. Esta atitude é essencial para a saúde de todos.


Importa assinalar que, tal como a OMS afirma, programas de imunização bem-sucedidos permitem que prioridades nacionais, como a educação e o desenvolvimento económico, se concretizem. O panorama atual vem relembrar a importância deste pequeno ato, o ato de vacinar, na proteção de vidas e economias.



Relembramos também que os profissionais de saúde são a fonte mais fiável de informações sobre vacinas e, por isso, em caso de dúvida contacte o seu pediatra, médico de família ou enfermeiro de família.


Em breve teremos uma secção sobre este tema na nossa biblioteca. Entretanto, partilhamos alguns links sobre vacinação e a semana europeia da vacinação:

Organização Mundial de Saúde - European Immunization Week 2020 Direção Geral da Saúde – Informações sobre o Programa Nacional de Vacinação e Semana Europeia da Vacinação 2020 Sociedade Portuguesa de Pediatria - Recomendação sobre vacinas extra Programa nacional de Vacinação (2018)


Fontes: DGS, OMS.

78 visualizações

Localização e contactos

Acesso à plataforma do Livro de Reclamações

i010899.png

Subscrever Newsletter 

© 2020 Projetos de Gente, Lda  |  Política de Privacidade e de Cookies  |  Termos e Condições

Siga-nos nas redes socias

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco